79wNa-JNmazEwC1pZnkM0nO5tc_PqjHxiChQ79CDqME
top of page

O Método das 4 Agulhas funciona?

Atualizado: 1 de jan.


- É muito mais do que uma simples tabela! É o resumo do Método das 4 agulhas.

Este método usa 2 pontos de tonificação e 2 pontos de sedação dos ciclos de geração

e dominação da teoria dos 5 elementos.

Na Teoria dos 5 Movimentos esses 4 pontos representam uma linha de raciocínio, a qual, com somente 4 pontos é possível direcionar a energia do local onde há excesso para onde há deficiência e assim reequilibrar o meridiano.


Tenho que usar os 4 pontos sempre?

- Porém, isso não quer dizer que se deve usar sempre os 4 pontos - não existe dogma: a escolha é flexível como o próprio movimento. Os 4 pontos representam uma das possibilidades e devem ser usados de acordo com o princípio universal representado pelos 5 Movimentos.

Os quatro pontos da tabela devem ser avaliados para se ajustarem à necessidade do paciente, e, se necessário, eliminando algum ponto ou acrescentando outros, como os de Conexão (Luo), Acúmulo (Xi), Fonte( Yuan), Alarme e Assentimento ( Shu Mo). Ou mesmo algum ponto sistêmico.

Outros usos

Esta não é uma técnica exclusivista. Ela pode ser combinada com outros métodos de escolha de pontos, desde que esses outros métodos sejam complementares aos 5 Elementos e em harmonia com eles. A essência de uma boa combinação de pontos é simplicidade e harmonia.

Muitas combinações desses pontos são possíveis, desde que sigam a regra Mãe/Filho (Geração) e ajustando com o Movimento Avô (Controle).

O mais importante é saber o porquê de se usar esses 4 pontos para tratar um meridiano.

O meridiano único

A intenção é tratar um único meridiano.

“Os 4 pontos visam tonificar ou sedar um meridiano partindo do princípio de que corrigindo o principal desequilíbrio, todas as alterações menores vão, por consequência, se ajustar.

Pode-se associar os 4 pontos também a outras técnicas como auriculoterapia, trigramas, Shu-Mo, ventosas, cristais radiônicos, etc. Mas é claro que se você conseguir isolar o meridiano principal, os demais pontos e técnicas podem ser dispensadas.

Uma vez que você consiga identificar esse meridiano mais afetado, nas sessões seguintes você usará apenas esse meridiano, independentemente da situação, das queixas ou do quadro clínico do paciente.

Exemplo de tratamento

Ex: Uma vez diagnosticado que o paciente tem deficiência de Rim, a técnica base, em todas as sessões, é tonificar o Rim com 4, 5, 6 pontos, o que você decidir.

Se na próxima consulta ele vier com enxaqueca, tonifique o Rim. Se ele torceu o pé, tonifique o Rim. Se ele vier com lombalgia, tonifique o Rim.

Se precisar, pode ajustar algum outro meridiano, mas sempre mantendo os pontos do tratamento-base de tonificação do Rim.

Diagnóstico

É fundamental determinar, através de algum método de diagnóstico, qual o meridiano que originou todos demais desequilíbrios. Isso pode ser feito através do Interrogatório, do exame da língua, da Constitucional Coreana, Koryo, Pulsologia carótida-radial ou mesmo da pulsologia radial comum, quando você procura o pulso mais forte ou o mais fraco entre as doze posições e decide se tonifica o mais fraco ou seda o mais forte.

E se houver mais de um meridiano em desequilíbrio?

É comum na prática clínica a constatação do comprometimento simultâneo de mais de um órgão. Se os diferentes problemas não estiverem vinculados, será necessário tratar cada órgão separadamente empregando pontos de tonificação e ou de sedação adequados.

Se os diferentes problemas dos órgãos estiverem relacionados, é necessário determinar qual órgão é a causa principal do problema. Talvez assim seja possível tratar todos os órgãos afetados apenas por meio de tonificação ou de sedação do órgão afetado primariamente.


Os 5 Movimentos

“Os cinco Movimentos são derivações do Yin/Yang. São a base da MTC.

A Teoria dos 5 Movimentos representa uma expansão da visão que o homem tem do mundo relativo. Agora, ao invés de dividir o todo em apenas duas partes, Yin e Yang, os fenômenos observados no mundo são analisados como um processo sequencial cíclico dividido em cinco fases, denominadas Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água, que interagem entre si e constituem a totalidade do fenômeno.

O Pentagrama

O pentagrama serve para visualizarmos os efeitos que se deve esperar quando se pratica a tonificação ou sedação em qualquer meridiano usando os pontos Shu Antigos apropriados de cada um.

Ciclos de Geração e Dominação

O pentagrama representa o sistema por onde circula a energia no corpo através dos 5 Movimentos nos ciclos Shen (Geração) e Ko (Controle).

Juntos, esses dois ciclos dão a cada Movimento o poder de exercer algum tipo de influência sobre os demais Movimentos. Desse modo, a ocorrência de excesso ou deficiência de um dos Movimentos pode alterar o estado de equilíbrio do ciclo e originar o aparecimento de desequilíbrios, que denominamos como doenças.

O desequilíbrio ocorre quando há um bloqueio nesse fluxo, ocorrendo estagnações, acúmulo, excesso de energia em determinado Movimento ocasionando deficiência de energia em outra parte do sistema.

A energia que circula nos canais e meridianos é chamada de energia Nutritiva, Ying Qi.

As Energias Nutritiva, Ancestral e Patógena

Essa energia, a “energia boa” (energia Nutritiva, Ying Qi) existe no corpo humano até determinado limite. Qualquer energia a mais é conhecida como energia patógena (Xie Qi), que são os agentes climáticos (frio, calor, umidade, secura, vento), que entendemos como vermes, parasitas, vírus, bactérias.

Yuan Qi (energia Ancestral ou “Céu anterior”) tem uma carga limitada, ancestral, vem dos pais (DNA) e fica armazenada no Rim. Essa energia, herdada, não aumenta, só diminui com a idade.

A energia que podemos adquirir, a energia Nutritiva, Ying Qi ou “Céu posterior”), vem principalmente dos alimentos e entra pelo Estômago e Baço; e é essa energia que vai alimentando o corpo, circulando pelos vasos, canais e colaterais. Tendo essa boa entrada dessa energia, economizamos no consumo da energia Ancestral (Yuan Qi).

Excesso e Deficiência

Plenitude= Cheio, Congestão, acúmulo, estagnação.

Deficiência = vazio, insuficiência

Tonificar = encher

Sedar= drenar


Quando se diz que determinado órgão está em excesso, significa que a energia está acumulada neste órgão e deve estar faltando em algum outro local.

Quando se diz que determinado órgão está com deficiência, significa que aquela energia está acumulada em outra parte do corpo.

“Quando tonificamos o Rim, estamos apenas corrigindo este desequilíbrio, trazendo a energia estagnada em outro local para o Rim.

Quando se diz que estamos sedando o Baço, estamos apenas movendo a energia estagnada no Baço e a direcionando para outra parte do corpo, onde haja deficiência. “

Ao entender isso, a tabela não será mais necessária. E então você estará apto a formar seu próprio protocolo para melhor atender com acupuntura.

- Então, sim, com apenas 4 pontos é possível tratar todos os problemas de seu paciente.

Porém, ao chegar neste estágio de entendimento, não faz a menor diferença se você vai usar ou não o Método. Muito mais importante do que isso é ter acompanhado sua elaboração e compreendido seus princípios, que são na verdade, bem simples.




Abaixo um modelo de ficha de interrogatório em PDF, as explicações de cada pergunta e o vídeo do Prof. Ephraim Ferreira Medeiros. As respostas do paciente estarão dispostas em colunas, facilitando a visualização principalmente de excessos e deficiências.

Interrogatório
.pdf
Download PDF • 199KB









52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo